Ser bom em algo é mais chato do que parece

Existe um sentimento muito difícil de descrever, mas que está diretamente ligado ao desenvolvimento em qualquer atividade que tentamos desempenhar.

A primeira vez que senti isso foi quando comecei a brincar com um Cubo de Rubik, um desses cubos mágicos coloridos. Um amigo estava treinando para montar estes cubos rapidamente e me deu um de presente para experimentar.

A minha surpresa, no entanto, é que montar estes cubos não exigia raciocínio lógico, desenvoltura intelectual ou um tipo de talento maior. …


Um texto muito complicado para explicar algo simples

Existem algumas discussões muito difíceis de serem estabelecidas.

Recentemente, durante as festas do fim do ano, comentei no Instagram que não estava consumindo bebidas alcoólicas. Me questionaram se não abriria exceção para o natal e ano novo, eu disse que não.

Faz alguns meses que estou num processo de dieta, reeducação alimentar e perda de peso.

Recebi algumas mensagens de entusiastas do fitness me explicando que, beber apenas um dia, não me faria ganhar peso. Algumas delas, um pouco mais mal educadas, mandando eu “estudar mais” sobre o assunto.

Um dos problemas dos entusiastas, isso em qualquer assunto, é que…


Você não é um investidor, só é um cliente da corretora

Um fenômeno recente, e que me causa bastante espanto, é a ideia de que todo mundo deve se tornar um investidor.

Popularizado por vídeos no Youtube, e não por verdadeiros cursos certificados em escolas de investimentos, essa visão empurra pessoas de classes media e baixa para juntar os poucos centavos do seu salário e correr para investir na bolsa.

O otimismo exagerado em relação aos investimentos não é casual. Corretoras, grandes e pequenas, injetaram uma boa quantidade de dinheiro para atrair uma série de investidores amadores para a bolsa de valores.

Individualmente o montante não é grande, mas quando começam…


Num mundo onde ninguém é perfeito, um pano passa o outro

Numa newsletter recente explorei um pouco o dilema de separar a obra do artista.

Cada vez vez mais, em tempos de redes sociais e comunicação acelerada, vemos informações ruins sobre pessoas que admiramos o trabalho sendo amplamente divulgadas.

Na ocasião eu criei o que, na minha cabeça, agora é um pequeno teorema — uma proposição resultante de um processo lógico — e que me permite continuar ouvindo as músicas do meu artista cancelado.

A ideia para mim é muito simples:

O trabalho do artista de alguma forma projeta, estimula ou reproduz o comportamento que acredito ser nocivo? …


É possível separar a obra do artista?

Tenho quase certeza que um artista te decepcionou esse ano.

Você deve conseguir pensar em alguém que admirava o resultado dos trabalhos, mas uma posição especifica transformou essa admiração num poço de decepções.

Ainda mais na ala progressista, onde as pautas estão cada vez mais amplas e mobilizadas, é muito fácil encontrar um artista que fere algum valor fundamental de respeito à vida e diversidade.

Até 2010, a maioria das pessoas que hoje entende a importância da causa trans provavelmente não reagiria com tanta repulsa aos comentários de J.K Rowling.

E o fato de que as pessoas estão mais exigentes…


Entenda o que existe por trás de um dos ícones da culinária japonesa

Todo perfil da internet, por mais específico seja seu nicho, fala sobre assuntos que não estão diretamente ligados à sua proposta original.

No caso do @startupdareal, foi inevitável que meu gosto e curiosidade por ramen refletisse no conteúdo que produzo. Hoje em dia recebo incontáveis pedidos de sugestões de restaurantes e receitas de ramen.

A frase “escreve a receita do ramen pra gente” é uma das que mais chegam no meu Instagram.

Hoje estou aqui para — tentar —atender este pedido.

Mas o que diabos é ramen?

Não faz muito tempo que provei meu primeiro ramen de verdade. Além de ser uma tendência mais recente no…


Para a maioria, economia é um jogo de soma-zero.

Ao longo dos últimos anos muitos argumentos foram moldados por libertários para justificar não apenas o aumento da desigualdade, como incentivos para que mais desigualdade se estabeleça.

O mais comum e que vem sendo repetido por muita gente, é de que desigualdade não seria um problema. Na verdade, desigualdade, para eles, é algo natural e até mesmo bom, estimulável.

O argumento é escorregadio e acaba misturando diversas formas de desigualdade para se justificar, mas sem reconhecer que estão fazendo comparações desconexas no processo.

Normalmente o argumento começa tentando estabelecer o óbvio:

desigualdade é natural. Todas as pessoas são diferentes. …


A normalização do abuso profissional começa no estágio

Por um acaso do destino, minha primeira experiência profissional não foi como estagiário.

Mesmo sendo muito novo e sem experiência alguma, dei sorte de cair num cargo técnico sem precisar do período de estágio.

No entanto, dois estagiários trabalhavam comigo. Eu fazia exatamente o mesmo trabalho que eles, mas por estarem lá antes de mim, sabiam até mais do que eu sobre as rotinas da função.

Em incontáveis situações, eram eles que me socorriam quando eu não conseguia solucionar algum problema.

Mesmo assim, meu salário era o dobro da bolsa que eles recebiam e o tratamento que os outros profissionais…


A identificação com a elite move pessoas contra os próprios interesses

Em 2017 um anuncio viralizou nos principais sites da internet. Uma festa que aconteceria nas Bahamas prometia ser o maior festival de todos os tempos.

O vídeo-chamada trazia todas as modelos internacionais mais populares do Instagram. O roteiro prometia os principais artistas do momento e instalações luxuosas numa praia paradisíaca.

Mas não era qualquer praia.

O evento aconteceria numa das ilhas mais exclusivas do mundo, um local que havia sido propriedade de ninguém menos que Pablo Escobar, e estava fechada desde sua morte.

Toda chamada espetacular prometendo um ambiente de luxo e exclusividade foi construída para deixar claro, o evento…


E se alguém estiver lucrando com sua insegurança?

Desde o primeiro dia que abri perguntas no Instagram, recebo o mesmo pedido.

A tal síndrome do Impostor é, talvez, um dos assuntos que mais recebo pedidos para comentar, mas que raramente me sinto confortável para falar.

Nos últimos 7 anos passei por um enorme processo na minha vida onde abandonei uma profissão, uma cidade e uma vida inteira. Reconstruí praticamente tudo em outro lugar, com novas perspectivas e menos pressão.

Por isso essa ideia acaba não me afetando tanto nos dias de hoje.

Mas esses dias estava lembrando como era trabalhar em num ambiente corporativo mais competitivo e complexo…

Startup da Real

Pensamento crítico sobre tudo o que ninguém quer contar para você.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store